As 5 Estratégias Infalíveis de Um Plano de Marketing

Tempo de leitura: 5 minutos

Plano de Marketing

Plano de Marketing

Uma das maiores dificuldades que muitos empresários encontram na administração de seus negócios é conseguir reagir prontamente aos desafios diários impostos pelo mercado em que atuam. Por isto que vamos conversar neste artigo sobre as 5 estratégias Infalíveis de um Plano de Marketing.

Muitas vezes falta uma visão clara de que medidas devem ser tomadas na resolução de um problema, que caminho seguir para se alcançar um objetivo específico e, em algumas ocasiões, até o conhecimento claro de onde se pretende chegar.

Por isso, um bom plano de marketing é importantíssimo para iluminar o caminho dessa jornada empreendedora.

Afinal, como atingir suas metas antes mesmo de conhecê-las claramente?

O plano de marketing é a ferramenta básica que descreve as metas da empresa, o que possibilita que ela siga em uma trajetória de crescimento e se mantenha competitiva em seu mercado.

Nesse plano, os objetivos empresariais e as estratégias a serem usadas para alcançá-los são descritos de forma detalhada, para que todas as atividades práticas sejam implementadas com base em um planejamento previamente realizado e aprovado por toda a direção da empresa.

Para que as ações de marketing estabelecidas sejam colocadas em prática e gerem os resultados almejados, é importante que os seguintes passos sejam seguidos na elaboração do plano.

Plano de Marketing

01. Análise do Ambiente Empresarial

Primeiramente, a empresa precisa analisar os integrantes do ambiente do qual faz parte: concorrentes, fornecedores, distribuidores, os potenciais e limitações da empresa.

Muitos planos de marketing falham porque negligenciam e não dão tanta importância a esse primeiro passo, portanto, preste muita atenção.

Uma análise SWOT (Strenghts, Weaknesses, Opportunities e Threats) deve ser cuidadosamente realizada, pois permitirá a identificação dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças ao negócio.

O resultado dessa análise fornecerá subsídios para a definição das estratégias de marketing, posteriormente.

Fatores de natureza macro devem ser considerados: políticas governamentais, questões sociais, econômicas, culturais e de tecnologia podem interferir nas atividades da empresa e devem ser analisados com atenção.

A análise da concorrência também é muito importante, pois permitirá que a empresa defina os diferenciais de seus produtos e, consequentemente, o seu posicionamento no mercado.

Evidentemente, o público-alvo é de extrema importância e merece um estudo profundo.

A base de toda atividade empreendedora deve ser a satisfação de seus clientes, todo o resto é consequência disso.

Aqui, devem ser levantados todas as necessidades, anseios, dúvidas, dificuldades e problemas enfrentados pelos consumidores dos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

Uma vez analisado o ambiente e os fatores externos e internos envolvidos, é hora de traçar os objetivos empresariais.

02. Definição de Objetivos e Metas

Com base nas oportunidades identificadas na análise SWOT, os objetivos e metas são definidos.


Os objetivos devem considerar os anseios gerais da empresa dentro de seu mercado.

Por exemplo: a empresa pode almejar, prioritariamente, um aumento na participação no mercado (market share), ou aumentar a fidelização dos clientes, ou ainda melhorar a percepção de sua marca.

Essa definição deve levar em conta a viabilidade de consecução dos objetivos nos prazos desejados, a capacidade técnica da empresa e os custos envolvidos.

Uma vez definidos os objetivos, é hora das metas. As metas são mais específicas que os objetivos, pois envolvem aspectos quantitativos e temporais.

Por exemplo: se um objetivo for “tornar-se a principal referência no mercado do produto X”, uma meta poderia ser “conquistar 50% do mercado em 12 meses”.

Não se esqueça que os objetivos e metas devem ser realistas, dentro das possibilidades da empresa, pois não adianta definir metas muitas ousadas que não podem ser atingidas com os recursos que a empresa dispõe.

Lembre-se que grandes distâncias podem ser alcançadas um passo de cada vez.

Agora é hora de definir as estratégias para se chegar lá.

03. Detalhamento das Estratégias e Táticas

Existem várias formas de se chegar a um mesmo resultado, cada uma variando no prazo, custo e esforços necessários para tal.

As estratégias descrevem os caminhos que serão utilizados até os objetivos finais. Existem muitas estratégias de marketing possíveis de serem colocadas em ação.

As estratégias de marketing mais adequadas dependem do segmento de mercado, prazo disponível e custos, podendo ser o marketing inbound, outbound, de conteúdo e outros, combinados ou não.

Uma vez definidas as estratégias adequadas, definem-se as táticas a serem utilizadas, que são as estratégias colocadas em ação. As táticas devem estar perfeitamente alinhadas com as estratégias.

Plano de Marketing

04. Elaboração do Cronograma

O cronograma para cumprimento das metas deve considerar os recursos humanos, financeiros e técnicos que a empresa possui.

Os prazos de execução de cada ação e os respectivos responsáveis são definidos, bem como os recursos necessários para a execução.

A elaboração do cronograma é fundamental para que se possa medir o progresso e tomar as medidas corretivas, caso necessário.

Durante o curso da ação, registrar todos os resultados é muito importante, pois, assim, eles poderão ser detalhadamente analisados.

05. Acompanhamento dos Resultados.

Como os mercados são muito dinâmicos e sujeitos a muitas interferências externas, muitas vezes as estratégias precisam ser modificadas durante o andamento dos trabalhos.

Com base no cronograma e nos resultados alcançados, alguns indicadores de performance serão medidos.

É importante que as falhas de percurso sejam identificadas e as medidas corretivas sejam colocadas logo em prática, de forma a impactar o mínimo possível os prazos inicialmente definidos.

Desenvolver um plano de marketing não é uma tarefa simples. É importante contar com profissionais especializados para o seu desenvolvimento.

Se a empresa não possuir recursos humanos próprios para essa tarefa, pode ser necessário Contratar Uma Consultoria externa para ajudar Sua Empresa.

Um Grande Abraço!

ateja

 

 

 

 

Deixe seu comentário: