SÓCIO? Eis a questão

Tempo de leitura: 3 minutos

sócioQuando é necessário ter um Sócio

Abrir seu próprio negócio é o sonho da grande maioria dos brasileiros, porém, esta parte da população, que sonha em administrar sua própria empresa esquece de um detalhe importante: o sócio!

E é nesta hora que o problema começa, porque quase que a totalidade das pessoas nesta hora, de abrir uma empresa, buscam um sócio apenas para atender uma mera formalidade, ou então porque a pessoa é um grande amigo ou parente da esposa ou do marido. E com isto, o sonho de ter o seu próprio negócio pode vir acabando a se tornar um imenso pesadelo.

Por isto, cuidado com esta decisão, o sócio não é apenas para ocupar um espaço na empresa, a escolha do sócio será determinante para o sucesso ou fracasso de seu novo empreendimento. Quando pensar em constituir uma empresa, pense seriamente se será necessário ter um sócio.

E para tomar a decisão certa é preciso conhecer as leis, as possibilidades, vantagens e desvantagens.

Importante ressaltar que em alguns casos, a presença de um sócio é indispensável mas, isto não é uma regra, varia de caso para caso.

Se você tem um pequeno negócio, uma loja de roupas, por exemplo, ou um bar, ou um salão de beleza, poderá muito bem levar o seu negócio adiante sem sócio. Para isto você deverá se tornar um microempreendedor, para que possa pagar menos impostos e gozar dos benefícios da lei.

Mas se você quer ver o seu negócio crescer e não possui capital para investir no negócio, um sócio poderá ser bem-vindo, não só para entrar com o dinheiro para ampliar a empresa, mas também para ajudar nas obrigações!

Outro detalhe importante, é que muitas vezes, a empresa cresce de forma rápida e a pessoa sozinha não consegue gerir todo o negócio. Nesta hora é importante analisar bem para saber se compensa mais contratar um funcionário ou buscar um sócio. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, o importante é você analisar e ver o que é mais vantajoso para a sua empresa.

Um funcionário irá cumprir uma carga horária diária, terá direito a férias, 13º salário, folga semanal, entre outras despesas que você terá que arcar.

sócio

Um sócio não terá estas despesas, mas terá parte de sua empresa, mas é claro que também terá obrigações a serem cumpridas.

Um cuidado todo especial na hora de escolher um sócio! Escolher um amigo ou um familiar não significa que será uma administração fácil, pelo contrário, pode trazer sérios problemas. Para sócio, você precisa de alguém que acredite na empresa, que busca crescimento nesta mesma área, que tenha tempo disponível e determinação, além é claro, de ter conhecimento profissional para gerir o negócio.

Os sócios devem ter a mesma finalidade: o crescimento da empresa e isto envolve o crescimento dos próprios sócios, que deverão buscar cursos, palestras e partir de feitas onde encontrarão as novidades do mercado. Um precisa incentivar o outro e saber que todo o dinheiro gasto no aprendizado é convertido no crescimento mútuo, então, acima de tudo, entre os sócios deve haver “Confiança”!

Um Grande Abraço

ateja

Deixe seu comentário: